segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Adrenalina ao extremo (Kelly Santos)

Hoje estreia no nosso blog a colunista Kelly Santos, então segue uma minibiografia da Kelly para vocês!
Seja bem-vinda, Kelly!

Blog Só Sobre Livros

Meu nome é Kelly Cristina Santos, tenho 29 anos, moro em Belo Horizonte, Minas Gerais. 
Tenho um filho de 6 anos, que já ama livros, mesmo que tenham que ler pra ele. Adoro ler, assistir séries e filmes, e tenho paixão em particular por livros de suspense, terror e coisas sobrenaturais. Leio desde muito pequena, e sempre fico meio frustrada por não ter com quem dividir minhas experiências literárias, pois a maioria dos meus amigos não gosta muito de ler e até me acham meio "obcecada". 
Através do blog quero expressar minhas impressões sobre os livros que li e dividir um pouco esse amor pelos livros com todos vocês! Abraços,
Kelly.


Nossa Avaliação - 9.0
"Selvagens" foi eleito um dos melhores livros de 2010 pelo The New York Times por ser um livro intenso, rápido e com uma pegada incrível. Eu praticamente o devorei, e já fui correndo assistir ao filme, que conta com um elenco de estrelas como Salma Hayek, Benicio Del Toro e John Travolta e é dirigido por ninguém menos que Oliver Stone. 

O livro foi escrito por Don Winslow e lançado originalmente em 2010, mas li a edição de 2012 que foi lançada pela Intrínseca antes do lançamento do filme aqui no Brasil. Justamente pelo livro só ter sido lançado junto com o filme a unica capa disponível é a igual a do filme, e eu não gosto muito desse tipo de capa.

A historia é narrada por Ophelia, ou simplesmente O. Ela nos conta de forma descontraída tudo sobre seus homens e suas vidas super intensas. Chon, Ben e O são mais do que amigos, eles se consideram a família um do outro. 

Ben é um ambientalista e filantropo, que, com uma habilidade e inteligência incríveis,  montou um esquema de cultivo e venda de maconha muito lucrativo. Chon é um ex-militar que se tornou mercenário. Rude, desbocado e inteligentíssimo ele completa Ben; ele é a raiva e agressividade que faltam em Ben. Juntos eles são perfeitos e comandam um dos mais lucrativos esquemas de cultivo de maconha. A erva deles é a melhor da Califórnia e talvez até da costa leste do país porque Ben conseguiu montar geneticamente a erva perfeita e Chon garante que essa erva seja cultivada e vendida sem que ninguém sacaneie com eles. O é uma mulher linda e incrivelmente sexual, ela sente tesão até pelo ar que passa por seus cabelos. Ela ama intensamente os seus homens e o estilo de vida que leva ao lado deles, principalmente por ter uma mãe volúvel, fútil e muito desligada das obrigações maternas, o que incomoda O. Ela nunca soube quem é o pai.

Nesse clima quente, sexy e super jovem, eles vivem meio que sem pressa e sem preocupações até a líder do cartel mais temido e violento do México, desesperada por mais poder resolve tomar de Chon e Ben o que eles construíram, e tenta fazer isso de forma ameaçadora e violenta, mandando um vídeo bem sangrento e marcando um encontro para negociarem como o negócio deve ser administrado dali em diante. 

A "rainha Elena", como é chamada, através de seus advogados e do seu capanga e braço direito Lado, propõe para Chon e Ben uma parceria: eles vão fabricar e vender a super erva somente para ela e encerrar a operação de venda. Como esperado Ben, que é a calma em pessoa, recusa o acordo, mas diz que  não vê problema em se retirar do mercado deixando caminho livre para eles. Já Chon liga logo o f***-se, o que resulta na ira de Elena.

Tomando a reposta como ofensa pessoal, Elena sequestra O para obrigá-los a cumprirem a parte deles no "acordo" e é então que a saga de Ben e Chon começa: eles precisam resgatar Ophelia e para isso bolam um plano brilhante, porem arriscado, iniciando assim uma louca corrida contra o tempo com direito a agentes corruptos do DEA (Departamento de Combate à Drogas) e alguns dos colaboradores e amigos de Chon e Ben.

No meio de toda essa adrenalina conhecemos mais da historia de Elena, seus motivos para ter se tornado quem ela se tornou, seus sentimentos em relação a isso tudo, e a pesar dos pesares, da até para sentir simpatia por ela.

O final do livro, como já havia citado é algo lindo, eu amei a maneira como o autor finalizou essa estoria brilhante. Nem precisa dizer que eu amei o livro, e recomendo para quem gosta de historias intensas e com a adrenalina alta e não se incomoda com sangue e palavrões. O que eu amei no filme em relação ao livro, é que nos foi dado dois finais, e cada um que escolha aquele que achar melhor. Eu fico com o final original, que, apesar de ter me deixado triste, achei ótimo e criativo e pareceu ser mais verossímil na minha cabeça.

A grande verdade é que esse livro fala principalmente sobre o AMOR e a AMIZADE, o amor incondicional de Chon, Ben e O. uns pelos outros. Eles morreriam e matariam, Desde que pudessem ficar juntos. Tem algo mais universal do que isso?

5 comentários:

  1. Eu li sua resenha no rascunho do blog e fui ver o filme, Kelly. Depois que peguei o livro pra ler.
    A D O R E I!
    Obrigada pela indicação!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom que vc gostou Renata. Fico muito feliz.

      Excluir
  2. Ficou muito bom amiga. Vou ler com certeza

    ResponderExcluir
  3. Nem coloquei meu nome sou eu Jessica kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo amiga depois me conte o que achou. Bjs

      Excluir