sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Para recordar e nada mais (Renata Lima)


Nossa Avaliação - 7.0
Para começar o post, é importante dizer que esse é um livro do Nicholas Sparks. Ficou confuso com a informação? Dá uma olhada nesse post aqui sobre o livro "Um Homem de Sorte".

A história do livro é mais ou menos assim: o mocinho Landon Carter é um pseudo-rebelde (pseudo porque a rebeldia dele consiste em discordar do pai ausente, fazer bullying com os azarões do colégio e ficar no cemitério comendo amendoim. Hã? É isso mesmo!).

Assim como o mocinho, o livro é bem superficial, de repente o mocinho se vê na aula de teatro, numa montagem de Natal escrita pelo estranho reverendo, tendo como personagem principal a filha dele Jamie Sullivan como um anjo. Como dia a sinopse do livro "Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.”

E é mais ou menos isso que acontece. Landon passa a ser uma pessoa melhor por causa de Jamie. E entre idas ao orfanato e beijos na varanda, compartilham um amor adolescente cheio de carinho e promessas. Mas Jamie está sempre perguntando a Landon sobre o futuro, sobre Deus, sobre a vida. E nem Landon nem nós entendemos exatamente o por quê.

É claro que conhecendo Nicholas Sparks como eu conheço, eu já esperando uma guerra, uma doença, um acidente, alguma coisa que fosse acabar com essa aparente paz e tranquilidade e claro que acontece. Mas não vou contar o que, porque senão vocês iriam me matar. No fim o livro é bonitinho e como é curto, eu li em apenas algumas horas.

Não posso deixar de elogiar a Nova Conceito, que têm feito livros pockets bem acessíveis em termos de preço (R$12,90). Já vi nessa versão "Noites de Tormenta", "Querido John", "A Última Música" e "Um Homem de Sorte" na Saraiva.

O filme é Sessão da Tarde total! Mas eu confesso que essa é uma das raras opções em que prefiro o filme do que o livro. A história não tem muita profundidade e o filme captou exatamente o que deveria captar. Um amor adolescente e um desfecho de chorar. Ponto.

Quer fazer download do filme? Clica no pôster.


2 comentários:

  1. Amei o filme e estou interessada neste livro. Obrigada pela postagem!

    ResponderExcluir
  2. Patty, o mais interessante é que está muito em conta.
    Bjs

    ResponderExcluir