quarta-feira, 30 de outubro de 2013

TAG: LIVROS OPOSTOS


Oba! Hoje é dia de TAG!
Como vocês sabem, nós respondemos TAGs que gostamos, mesmo que ninguém tenha "taggeado" a gente, é praticamente um "auto-tagging", se é que isso existe!

A TAG de hoje se chama LIVROS OPOSTOS e foi criada pelo Bruno Miranda do canal Minha Estante.

Vamos à TAG!

1. O primeiro livro da sua coleção / O último livro comprado

Aline: O primeiro livro que adquiri depois que retomei a leitura na verdade foram três, a Trilogia "Jogos Vorazes". E o último comprado foi na Bienal do livro, "Sal" de Letícia Wierzchowski e ainda veio autografado.

Carla: Meu primeiro livro foi uma versão de "A Branca de Neve e os Sete Anões" em inglês que o marido da minha prima trouxe de uma das suas viagens. Eu adorava porque na época estava aprendendo inglês em um cursinho de fundo de quintal. O melhor é que o livro vinha com um fita cassete; eu não parava de ouvir. Pena que não tenho mais... O último comprado foi "A Casa de Hades" do Rick Riordan. 

Renata: O primeiro livro da minha coleção foi um pacote de livros de contos de fadas de capa dura que era vendido de porta em porta na década de 80. Alguns ainda tenho, outros estragaram com o tempo (lá se vão 30 anos, né?). O último livro comprado foi o e-book de "Novembro de 63" do Stephen King.


2. Um que você pagou barato / Um que pagou caro

Aline: Um livro que paguei barato foi "Cretino Irresistível", comprei na Bienal desse ano por apenas R$19,90. Foi irresistível, rsrsrsrsrs. Um livro que paguei caro foi "Insurgente" que estava R$39,90.

Carla: Sem dúvida o livro mais barato que já comprei foi no estande da prefeitura na Bienal; R$ 2,50 cada! Fiz a festa... comprei uma série de livros do Barry Eisler que traz o personagem John Rain. O mais caro que comprei não foi para mim; eu dei de presente para o meu marido Flavio. Foi "O Devorador de Sonhos" que na época foi R$75. Uma facada!

Renata: Paguei barato nos livros do estande da prefeitura na Bienal R$2.50 cada. São livros infanto-juvenis da série Jovens Leitores da Rocco, mas também tinham livros grossos, como os do Robert Ludlum que garimpei. Paguei caro no livro "Guerra e Paz" do Tolstói, edição capa dura da Cosac Naify, na época acho que foi R$100.


3. Um livro com protagonista homem / Um livro com protagonista mulher


Aline: Tenho tantos livros que foi difícil escolher. Um livro com protagonista homem vou escolher "Extraordinário". Gostei de como Auggie lida com suas dificuldades. E um com protagonista mulher, escolho "Proteja-me" que é um exemplo de superação. Mas a indicação da Renata da serial killer Gretchen Lowell também é excelente.

Carla: Bem, eu ia colocar o mesmo que a Renata (abaixo), mas para não ficar igual eis que escolho "A Guerra dos Tronos" do George R. R. Martin e seu Tyrion Lennister que é tão irônico e sarcástico como o Lestat. Já para protagonista feminino fico com Jane Rizzoli, da Tess Gerritsen. Até agora já li dois livros com a personagem, e o melhor foi "O Dominador".

Renata: Como não citar "O Vampiro Lestat" da Anne Rice? Para mim o melhor protagonista homem da História. Anne Rice estava realmente muito inspirada ao criar um personagem tão rico! Protagonista mulher, escolho "Coração Ferido" da Chelsea Cain e sua serial killer Gretchen Lowell.


4. Um livro que você leu bem rápido / Um livro que você demorou pra ler


Aline: Um livro que li super rápido, bati meu record lendo em apenas um dia, foi "Métrica" da Colleen Hoover. Um livro que demorei para ler foi "Sussurro" da Becca Fitzpatrick.

Carla: "Predestinados", presente da Renata por sinal, li em uma viagem de carro, em quatro horas devorei o livro, sem pausa nem para ir ao banheiro! Já um que demorei muito foi "Pesadelo" de Lars Kepler, pois tem um andamento muito lendo; levei quase 2 meses para ler 450 páginas!

Renata: Um livro que eu li muito rápido foi "Coisas Engraçadas Aconteceram no Caminho para o Futuro" do Michael J. Fox, li em três horas! Um livro que demorei para ler foi "Cântico de Sangue" da Anne Rice que fecha as Crônicas Vampirescas com muita viagem. Acho que demorei ANOS, mas finalmente acabei e odiei!

5. Um livro com capa bonita / Um livro com capa feia

Aline: Tenho que concordar com o que a Renata falou abaixo, mas não posso escolher apenas um livro, preciso escolher os quatro da saga da Maldição do Tigre de Colleen Houck. Todas são maravilhosas. E um livro com capa feia, escolho "Surpresas do Além" da Charlaine Harris.

Carla: Amo as capas dos livros do Rick Riordan, principalmente os da série Os Heróis do Olimpo e As Crônicas dos Kane. Pesando contra na balança, tem a capa da antiga edição de "Entrevista com o Vampiro"; se fosse pela capa nunca leria o livro. Triste!










Renata: Gosto muito das capas dos livros da série A Maldição do Tigre da Colleen Houck, e minha capa preferida dessa série é a segunda "O Resgate do Tigre". Em contrapartida, acho as capas do autor Robin Cook, de quase todos os livros, horrorosas. Destaco "Coma".


6. Um livro brasileiro / Um livro internacional


Aline: Um livro brasileiro vou escolher "Os Sete" de André Vianco. E internacional, escolho a série As Crônicas dos Kane de Rick Riordan.

Carla: Um livro nacional que me surpreendeu na época foi "Inferno" de Patrícia Mello; gostei muito e recomendo. Já internacional... um com o mesmo título "Inferno" de Dan Brown; o final é de tirar o fôlego!

Renata: Nacional para mim é fácil "Grande Sertão: Veredas" do Guimarães Rosa ou qualquer um do Graciliano Ramos. Internacional... "A Dança da Morte" do Stephen King.


7. Um livro mais fino / Um mais grosso


Aline: Um livro fininho que li recentemente e gostei muito foi "Tudo menos normal” de Nora Raleigh Baskin. Quanto ao livro mais grosso, confesso que tenho “medo” de livros grossos, pois penso que não conseguirei acabar de lê-los nunca, mas tenho um, "Vingança em Paris" de Steve Berry.


Carla: Acho que o mais fino foi "Enigma na Televisão" e "O Mistério do Cinco Estrelas", ambos da coleção Vaga-Lume com 128 páginas cada. O mais grosso, imbatível, foi "A Tormenta das Espadas" com 884 páginas e a obra prima de George R. R. Martin.

Renata: Aqui em casa tem vários livros finos da coleção Jovens Leitores da Rocco. O mais fino deles é da série Fantasmas da Rua do Medo do R.L. Stine chamado "Não se aproximem da casa da árvore". O mais grosso é "Sob a Redoma" do Stephen King que tem 960 páginas.


8. Um livro de ficção / Um livro de não-ficção

Aline: Para ficção, escolho "Divergente" de Verônica Roth. Um livro de não-ficção que gostei foi "Bling Ring".

Carla: As Crônicas do Mundo Emerso de Licia Troisi como ficção. Nunca li
não-ficção.

Renata: De ficção, "Em Chamas" da série Jogos Vorazes da Suzanne Collins. De não-ficção "O Diário de Anne Frank" de Anne Frank.


9. Um livro meloso / Um livro de ação

Aline: Um livro meloso foi "Cinqüenta Tons de Cinza". Um livro de ação que adorei foi "Silêncio na Floresta" de Harlan Coben. Na verdade, adoro todos os livros do Harlan.

Carla: Achei "Crepúsculo" de Stephenie Meyer bem meloso quando foi lançado, mas de lá pra cá já surgiram vários. De ação, eu fico com "Jogos Vorazes" de Suzanne Collins.

Renata: Como a Aline citou o livro mais meloso de todos, "Cinquenta Tons de Cinza", vou trocar minha resposta e escolher uma série que começou interessante mas que depois descambou na minha humilde opinião:  Crossfire  da Sylvia Day. Já uma série de ação que nunca diminui o ritmo é Fuga de Furnace, escolho o primeiro livro da série  "Encarcerados" do Alexander Gordon Smith.


10. Um livro que te deixou feliz / Um livro que te deixou triste

Aline: Um livro que me deixou feliz não pela história ter um final feliz, mas por me prender por três livros foi a trilogia de Chelsea Cain ("Coração ferido", "Coração apaixonado" e "Coração maligno"). Não conseguia parar de ler e li os três seguidos. Muito bom! Um livro que me deixou triste foi, com certeza, “Você está sendo vigiado”. Decepção total!

Carla: Todos os infanto-juvenis do Rick Riordan me deixam feliz; é impossível não rir com seus personagens tão espontâneos. Diversão pura! O que me deixou muito triste foi "O Menino do Pijama Listrado" do John  Boyne; chorei horas quando terminei o livro.

Renata: Todos os livros da série Myron Bolitar me deixam feliz, assim como livros infanto-juvenis. Um livro que me deixou triste foi "Como eu era antes de você" da Jojo Moyes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário