segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

O jovem Sherlock Holmes (Carla Cristina Ferreira)



Um dos personagens mais admirados do mundo literário é o de Sherlock Holmes, criado por Arthur Conan Doyle, e sabemos que ele é tão fascinante que outros autores acabaram tomando o personagem emprestado para construir novas aventuras. É o caso de Andrew Lane que se inspirou na obra de Doyle para reconstruir a adolescência daquele que virá a ser o maior detetive dedutivo de todos os tempos.

Nossa avaliação - 7.0
Em “Nuvem da Morte” (estranha coincidência é que há um livro de Doyle chamado “A Nuvem da Morte”, mas que não traz Holmes como personagem principal) conhecemos um Sherlock que está começando a desenvolver as suas habilidades dedutivas e a absorver toda uma gama de informações que mais tarde serão vitais para solucionar vários mistérios.

O mistério paira sobre uma estranha nuvem de fumaça que aparece logo após a morte de duas pessoas, sendo que os corpos estão tão irreconhecíveis, levando a supor que a causa das mortes seja a peste.

Aqui Holmes é um menino de 14 anos, que é obrigado a passar as férias de verão com tios que nunca conheceu. Tudo leva a crer que as férias serão um tédio, mas passam a ser uma estranha aventura, na qual pela primeira vez o menino consegue fazer amigos. Conhece também Amyus Crowe, que a passa a ser seu tutor e maior incentivador em aprimorar sua lógica dedutiva.

O livro é bem light, recomendado principalmente para adolescentes iniciantes na leitura, de fácil compreensão e cativantes. É claro que o final apenas dá cabo da ‘nuvem da morte’, mas a história em si não termina, deixando espaço para muitas aventuras.

Aqui a editora Intrínseca já publicou o segundo e terceiro livro da série O Jovem Sherlock Holmes: “Parasita Vermelho” e “Gelo Negro”. O quarto e quinto livro ainda não possuem previsão de lançamento, infelizmente.


Um comentário:

  1. Gostei do livro, embora não tenha lido nada do Sherlock Holmes ainda.

    ResponderExcluir